terça-feira, 12 de abril de 2016

SABEDORIA



“Confie no Senhor de todo o coração e não se apoie na sua própria inteligência”. -- Provérbios 3:5

O livro de Provérbios pertence ao grupo dos que são denominados genericamente “poéticos e sapienciais”. Ele é composto por uma série de coleções que, em forma de máximas, ditos e poemas, transmitem a antiga herança de sabedoria de Israel, com o foco mais na existência humana do que propriamente na religião. 

A cultura de nosso tempo nos impulsiona a sermos cada vez mais orgulhosos, presunçosos e cheios de si, porém, por maior que seja a “sabedoria” de um homem, nunca poderá ser comparada com a do Senhor. Deus é sábio em tudo o que faz, mesmo que não entendamos. Deus é natural, inteira e invariavelmente sábio. 

Não teremos em nós a sabedoria divina enquanto não nos tornarmos humildes e ensináveis. A sabedoria é divinamente forjada naqueles que se concentram na revelação divina, a Palavra de Deus. 

O efeito da sabedoria divina é capacitar-nos a tomar as atitudes corretas nas situações reais da vida diária. E como diz Tiago: “Mas, se alguém tem falta de sabedoria, peça a Deus, e ele a dará...”. Que Deus abençoe você!

André G. Bronzeado.

segunda-feira, 4 de abril de 2016

Nosso pastor

O Senhor é o meu pastor, nada me faltará” – Salmo 23.1

Este é sem dúvidas um dos trechos bíblicos mais conhecidos, porém a verdade que ele expressa nem sempre é vivida de fato pelos seus leitores. A ideia de ter Deus como pastor é algo extremamente profundo e maravilhoso.

O salmista Davi usa a metáfora e até mesmo a coreografia do pastoreio para expressar o amoroso cuidado de Deus para com os Seus Filhos. Isso deve ter uma repercussão prática no nosso cotidiano como filhos de Deus.

Nossa primeira atitude deve ser a convicção de que, assim como uma ovelha depende de seu pastor para se alimentar, para matar a sua sede e para se proteger, assim também nós, enquanto ovelhas que somos, dependemos totalmente de Deus como o nosso Pastor, desde o mais básico até o que é para nós impossível! A verdade é que as nossas vidas estão em suas mãos e debaixo de seus cuidados, ainda que não percebamos.

Além disso, nossa segunda atitude deve ser de serenidade diante das intempéries que a vida nos impõe. Como pastor, apesar das circunstâncias e até mesmo através delas, Deus sempre nos levará com segurança para pastos verdejantes.

A grande lição aqui é: se Deus é o nosso pastor, então nós não haveremos de sentir falta de nada. Já temos tudo! Que Deus abençoe você!

André G. Bronzeado.