sábado, 31 de dezembro de 2016

O ANO TERMINA, O NOVO SE APROXIMA


O homem não pode receber coisa alguma se do céu não lhe for dada. (João 3:27)

Não há nada de tão especial ou mágico na mudança de um calendário. O tic-tac das minúsculas engrenagens de nossos relógios continuará seu ritmo normalmente quando seus dois ponteiros se encontrarem à meia noite. Isso certamente não repercutirá diretamente nas “grandes engrenagens” que movem as nossas vidas no tempo que não para implacável diante de nós.

Não será a cor da roupa que vestiremos hoje, o lugar onde receberemos o novo ano ou as superstições mais diversas e curiosas que farão o ano que vem realmente novo para nós. Nenhum ano será realmente novo se continuarmos com as mesmas atitudes equivocadas do ano que passou. Não será novo se persistirmos nos mesmos erros. Não será novo se não lutarmos pelos objetivos. Não será novo se deixarmos de assimilar as lições que as dificuldades e crises também nos trazem.

Na verdade os anos nos reservam conquistas, vitórias, felicidade e realizações! Isso, porém, só faz sentido se entendemos que “Toda boa dádiva... todo dom perfeito... vêm do alto e descem do Pai”. Embora haja responsabilidade e participação nossa, é a vontade dEle que prevalece sobre tudo o que somos e temos. Por outro lado, é desafiador entendermos que as lutas e dificuldades são de algum modo positivas e têm muito a nos ensinar! Podemos e devemos nos alegrar nas provações, pois Deus usa até mesmo o sofrimento como instrumento de nos recriar.

Não devemos viver apenas do “Sim” para o que achamos que é melhor para nós. Isso não é saudável, é ilusão. O “Sim” só é de fato bom quando representa a bênção de Deus, que sabe como ninguém o que realmente é melhor para os seus. O “Não” pode até nos causar sofrimento, mas é também pedagógico, traz dentro de si uma lição e um propósito que não podem ser desconsiderados. O “Não” é também bênção de Deus. É também motivo de agradecer; é oportunidade de aprender!

É por isso que a Bíblia nos ensina a nos alegrar até mesmo nas provações (Tiago 1), a pedir sabedoria a Deus para enfrentá-las e compreendê-las; e, principalmente, a aprendermos com elas a perseverar na caminhada. Na verdade, as pessoas realmente favorecidas não são necessariamente as que vivem às mil maravilhas, mas sim as que passam por várias provações.

O universo paralelo das redes sociais muitas vezes nos ensina – e especialmente hoje - a sermos atores de uma vida absurdamente feliz e perfeita, mas que nem sempre é a vida real do lado de cá dos nossos smartphones. Existe um mundo de vida dentro de nós que precisa de cuidado real e as lutas da vida são uma escola que muitos rejeitam frequentar. É desafiador saber viver e encontrar na vida real motivos para agradecer mais e reclamar menos.

Hoje é dia de contabilizar o sucesso e isso é muito bom, mas é também dia de aprender com o fracasso e isso pode ser muito bom também! É tempo de agradecer pelo que passou; pela conquista e também pela frustração; pelas rosas, mas também pelos espinhos; pelos momentos felizes, mas também pelas lágrimas; pelo céu azul, mas também pelas tempestades cinzentas; pela resposta, mas também pela interminável espera. Mais um ano termina. É momento de olhar para trás com gratidão e para frente com esperança no Senhor! Ele é a grande diferença em tudo! Com Ele teremos um ano novo! Feliz 2017 para você!!!

Presb. André G. Bronzeado

É NATAL



No princípio era o Verbo, e o Verbo estava com Deus, e o Verbo era Deus.  (...) Todas as coisas foram feitas por intermédio dele, e, sem ele, nada do que foi feito se fez. Veio para o que era seu, e os seus não o receberam.  Mas, a todos quantos o receberam, deu-lhes o poder de serem feitos filhos de Deus, a saber, aos que creem no seu nome; (...) E o Verbo se fez carne e habitou entre nós, cheio de graça e de verdade, e vimos a sua glória, glória como do unigênito do Pai. - Evangelho de João.

É Natal! A grande mensagem dessa ocasião é a própria mensagem do Evangelho. O divino vem até nós como homem; o Eterno se torna histórico; o ambiente mais simples se enche de glória com a presença e o choro de um menino; o que ainda era desconhecido ou que se conhecia em parte, agora se revela como nunca antes. Natal significa que o Verbo se fez carne e habitou entre nós. Ele manifestou Sua Glória com amor e misericórdia. Ele é o caminho, a verdade e a vida. Todos aqueles que o recebem pela fé se tornam de fato filhos de Deus. Ele mudou a História e muda principalmente a nossa história. A vida está nele e só temos vida de verdade nele! Celebremos o Natal com alegria! Um menino nos nasceu! Nasceu Jesus, nasceu o nosso Redentor! Feliz Natal!

Presb. André G. Bronzeado.